A cauda longa do mau humor no trabalho

Publicado em 21 de maio de 2018

Este é um texto antigo que eu escrevi no final de 2015, mas que continua vivo e atual até hoje. Vale relembrar.

Sempre recebo bons feedbacks dele por retratar como o mau humor gruda na gente e faz com que tenhamos e nos mantenhamos sintonizados com energias ruins e que só nos levam para lugares onde não queremos estar.

Tudo aconteceu dentro de uma agência bancária... e o resultado disso se manteve comigo por alguns dias até, definitivamente, ir embora.

Sempre fui uma pessoa muito analítica e racional. Tudo para mim deve ter uma lógica pela qual as coisas funcionem e se organizem. A partir disso, regras e relacionamentos poderiam ser criados e tudo vive em paz (segundo o correto funcionamento destas regras).

Deve ser por isso que sempre me dei bem com TI e, também, deve ser por isso que hoje trabalho com TI.

Apesar disso, enquanto fui técnico, fui considerado bom e me destacava pela qualidade de minhas entregas.

Porém, meu relacionamento interpessoal era, vamos dizer, degradado (para não falar péssimo).

Eu, realmente, não gostava de lidar com pessoas e, de certa forma, fugia desse relacionamento. Pessoas eram complicadas e máquinas e sistemas operacionais não eram. Meu domínio técnico sobre o ambiente de TI era confortável.

Já meu domínio sobre os processos de relacionamento era fraco e meu humor ia para o buraco a cada confronto que se formava.

Por ser de difícil trato, somente meu círculo de amigos me satisfazia. Aos demais sobrava minha seriedade mau humorada.

Nesta época eu não tinha a real noção do quanto uma pessoa mal-humorada poderia envenenar um par de trabalho e, por consequência, vários ambientes distintos. Na verdade, cheguei a esta conclusão ao ser pessimamente atendido em uma agência bancária. Ao relacionar este péssimo atendimento, pude, finalmente ver que, infelizmente, o mau humor é contagioso, tem longa duração e não costuma ficar armazenado por muito tempo em quem o recebeu.

A situação foi a seguinte: Fui até uma agência bancária resgatar meu FGTS para amortizar um financiamento imobiliário.

No primeiro dia fui muito bem atendido, porém, ao esquecer de um documento, tive que retornar no dia seguinte. Ao retornar, fui extremamente mal atendido. Dois caixas se uniram para me criticar e disseram que eu deveria me dirigir à minha agência para realizar o procedimento que foi iniciado no dia anterior.

Não satisfeitos, me informaram que o banco não faria o procedimento e que eu era folgado (“brasileiro é folgado” disse o caixa).

Busquei a pessoa que me atendeu no dia anterior e finalizei o processo normalmente, ao contrário do que os caixas me informaram.

Ficou claro para mim a falta de respeito, péssima qualidade no atendimento e a preguiça em realizar uma função que o banco possui e é de conhecimento geral.

Apesar de ficar uns dois dias com uma sensação ruim pelo mau atendimento, pude ver que o mau humor é extremamente ruim para nossas vidas profissionais. Ao ser maltratado, meu humor mudou imediatamente.

Fiquei nervoso e irritado.

Em uma situação normal, ao me deparar com um problema no meu trabalho, eu seria mais um a passar o mau humor para frente. A pessoa que o recebesse faria o mesmo, continuando o ciclo. Ou seja: mau humor tem uma ação viral sobre as pessoas e seus resultados podem durar muito se analisarmos a cadeia de pessoas afetadas por ele.

Em um contato próximo é certo que você receberá pessoas mal-humoradas, uma vez que, quando você as atendeu, acabou descontando nelas seu nervosismo. Isso é ruim, não constrói e não traz nada de bom.

Felizmente a análise desta experiência mudou minha visão. É difícil ser o último elo desta cadeia, pois, muitas vezes, você deverá engolir o sapo (e digeri-lo). Porém os efeitos são benéficos para todos. Apesar disso, dependendo da situação, é claro que vamos estourar. É natural. Somos humanos.

Porém a nossa reflexão sobre os acontecimentos já nos garantirá melhores relacionamentos no futuro. Estes bons relacionamentos serão criados a partir do momento que você passa a ser uma referência boa e não ruim no seu ambiente diário de trabalho. Seja mais constante pelo lado bom do que pelo ruim.

Pessoas mal-humoradas são comuns no trabalho. Venenosamente comuns.

Elas são, normalmente, referências ruins para os demais. Todos conhecemos pessoas assim. E todos sabemos o quanto ruim é trabalhar com elas. Também sabemos que, no final, elas sempre acabam se dando mal.

Portanto, traga de casa somente seu bom humor. Reflita sobre si mesmo e sobre como você vem tratando seus companheiros de trabalho. Fazer inimigos é péssimo, uma vez que, no futuro, você poderá precisar deles. Faça amigos e seja agradável com todos. Respeite as pessoas e faça seu trabalho da melhor forma possível.

Sintonize coisas boas e deixe que os outros criem seus monstros sozinhos.







banner-busca-coach
Curta nossa Fan Page
Revista Coach Me
Pack Autodesenvolvimento
Twittadas Cloud Coaching
banner-busca-coach
banner-cloud-educacao
banner-pinterest
Depoimentos
"Parabéns pelo feito mais que merecido! Vcs têm trazido informações de qualidade, agregando não só a minha vida profissional, mas tb pessoal. Sucesso!!!"
Juliana Garbossa
"Parabéns para a equipe Cloud Coaching ! Acompanho diariamente os posts."
Luciana Furquim
"Parabéns! O conteúdo tem sido bastante interessante!"
Priscila Vidal
"Parabéns pela ideia. Os conteúdos são realmente muito bons. Que seja uma trajetória de ainda mais sucesso."
Rafael van Emelen
"Muito bom! Parabéns equipe Cloud! Já estou com vocês! Abraços!
Ana Cris Tina
"Cloud... Para já conversarmos: amo seus vídeos de motivação, são injeções de ânimo para a Vida. Parabéns pelo magnifico trabalho!!! Vocês são maravilhosos, postagens magníficas, videos, ah! eu acompanho todos. Tenham certeza absoluta que o trabalho, o empenho de vocês, são motivo de vida para muitas pessoas. Continuarei ouvindo todos que chegarem até minha página SIM e não é um elogio apenas, é o meu Aplauso à dedicação de vocês a nos ajudar a superar os embates que a vida nos apresenta. Me faz um bem danado!!! Que Deus os abençõe sempre e tenham um excelente final de semana!!!
Maria Terezinha Barbieri




FAÇA PARTE DA LISTA
CLOUD COACHING DO SUCESSO!


Por que algumas pessoas têm sucesso e outras não?
Algo de diferente elas têm! Será que elas têm simplesmente sorte?
Faça parte da comunidade de pessoas de SUCESSO e descubra!!!
Mais de 100.000 pessoas já se inscreveram e você?
​Vai ficar fora desta?

Inscreva-se agora mesmo e ganhe uma
Revista Coach Me inteiramente grátis!!!


Por favor, aguarde...



Muito obrigado!!!

Sua inscrição foi realizada com sucesso.
Em breve você receberá no e-mail cadastrado
o link para download de sua
Revista Digital Coach Me!

Um abraço da
Equipe Cloud Coaching
Por favor, preencha corretamente os campos!
E-mail inválido!
Ooops aconteceu um erro, tente novamente!
banner-coachme-

Você que segue nossa fanpage no Facebook não pode ficar fora dessa!
Quer se desenvolver pessoal e profissionalmente, sem deixar de lado sua qualidade de vida? Quer dar um gás na sua motivação e produtividade?
Então baixe agora mesmo o seu examplar da Coach Me e mude sua vida!
Basta clicar na imagem acima e você será redirecionado ao IBA, o portal de revistas digitais da Editora Abril.