Como podemos praticar o valor compaixão?

Publicado em 08 de abril de 2015

Recebi um convite de um colega Coach para participar como Mentor de um processo demissional que já estava em curso. Tratava-se de um ambiente universitário que havia colocado os professores com mais tempo de casa em aviso prévio. Eles eram fundadores da instituição e foram comunicados via um telefonema sobre o que aconteceria no prazo de 30 dias.

Esse conjunto de professores já contava com o tempo necessário à aposentadoria. Permaneciam trabalhando por: amor à profissão, questões financeiras e contarem com um convênio médico de alta qualidade. Eram constantemente convidados às formaturas como: homenageados, paraninfos e patronos; possuíam boas avaliações discentes e bons indicadores acadêmicos de qualidade.

Procurei conhecê-los pessoalmente e logo pude sentir que havia um pleno descontentamento com o que viria a ocorrer. Argumentavam que não conheciam as alegações para que os desligamentos ocorressem. De fato, era inexistente a comunicação entre a direção acadêmica que acabara de ser contratada e os professores. Eles estavam constrangidos e decepcionados pelo não diálogo.

Na manhã seguinte estive com o novo corpo diretivo e um representante da reitoria. Eles pediam sugestões de soluções à situação que se formara. Perguntei se eles estavam disponíveis para rever as demissões e, de pronto, pontuaram duas medidas necessárias: redução imediata de custos e a contratação de professores no início da progressão docente.

Propus a pergunta: “Como podemos praticar o valor compaixão?”. Por alguns bons segundos eles trocaram olhares e permaneceram em silêncio. Um dos diretores sugeriu que nada fosse feito e que a saúde financeira da instituição era mais importante. O membro da reitoria balançou a cabeça mostrando não concordar e perguntou sobre o que estava pensando em sugerir.

Pedi que eles tivessem o cuidado de se colocarem no lugar de cada um desses professores. Que compreendessem as origens, as histórias e as impressões vivas que eles traziam em si e no viver junto à universidade. Logo em seguida apresentei as sugestões:

  • Falem a verdade sobre a situação financeira que vivem. Muitos deles já lecionaram gratuitamente em momentos também difíceis desta instituição.
  • Ofereçam a construção de um conselho escolar capaz de aproximar as relações entre: ensino, pesquisa, extensão, famílias e mercado de trabalho.
  • Proponham a manutenção dos benefícios e um programa de recolocação profissional até que todos sejam reempregados.
  • Disponibilizem a recisão contratual voluntária e paguem todos os direitos conquistados.
  • Convidem os professores e as respectivas famílias para um jantar em gratidão a todos os serviços prestados. Utilizem este momento para reaproximações e não mais afastamentos.

Comentei que a reputação da instituição já estava em queda há poucos mais de um ano em algumas mídias sociais. Ações externas de mitigação seriam necessárias assim que a credibilidade e a confiança fossem reconquistadas internamente. Um primeiro passo seria desenvolver uma gestão humanizada de pessoas e logo em seguida, promover o olhar à pessoa-professor.

Deixei o local onde estávamos e segui para a saída do prédio. Neste caminho havia uma sala com os professores envolvidos e o meu colega Coach. Pude informá-los que sugestões foram ouvidas e que estava na torcida para que a direção e a reitoria retomassem o diálogo o mais breve possível. Existiam olhares de esperança e um silêncio que me marcou profundamente.

Soube depois de algumas horas que todas as sugestões foram acolhidas e que os professores já se movimentavam para celebrar as novidades e iniciar as escolhas. Soube também que após alguns encontros, o conselho de professores foi capaz de promover ouvidorias: pedagógicas, profissionais e familiares; essas capazes de humanizar e aproximar: alunos, professores e conteúdos.

Ao longo do tempo... A universidade recuperou a sua reputação e ampliou o seu reconhecimento quando lembrada por ter relido rapidamente diretrizes que iam de encontro a tudo aquilo que pregava como verdade em seu estatuto de crenças e valores. Acredito que eles praticaram a compaixão ao outro; acredito também que a gratidão foi uma força capaz de colocar em movimento toda a instituição.

Vamos contextualizar a prática do valor compaixão em outros ambientes? Como ele poderia ocorrer? Vamos construir estas respostas juntos!







banner-busca-coach
Curta nossa Fan Page
Revista Coach Me
Pack Autodesenvolvimento
Twittadas Cloud Coaching
banner-busca-coach
banner-cloud-educacao
banner-pinterest
Depoimentos
"Parabéns pelo feito mais que merecido! Vcs têm trazido informações de qualidade, agregando não só a minha vida profissional, mas tb pessoal. Sucesso!!!"
Juliana Garbossa
"Parabéns para a equipe Cloud Coaching ! Acompanho diariamente os posts."
Luciana Furquim
"Parabéns! O conteúdo tem sido bastante interessante!"
Priscila Vidal
"Parabéns pela ideia. Os conteúdos são realmente muito bons. Que seja uma trajetória de ainda mais sucesso."
Rafael van Emelen
"Muito bom! Parabéns equipe Cloud! Já estou com vocês! Abraços!
Ana Cris Tina
"Cloud... Para já conversarmos: amo seus vídeos de motivação, são injeções de ânimo para a Vida. Parabéns pelo magnifico trabalho!!! Vocês são maravilhosos, postagens magníficas, videos, ah! eu acompanho todos. Tenham certeza absoluta que o trabalho, o empenho de vocês, são motivo de vida para muitas pessoas. Continuarei ouvindo todos que chegarem até minha página SIM e não é um elogio apenas, é o meu Aplauso à dedicação de vocês a nos ajudar a superar os embates que a vida nos apresenta. Me faz um bem danado!!! Que Deus os abençõe sempre e tenham um excelente final de semana!!!
Maria Terezinha Barbieri




FAÇA PARTE DA LISTA
CLOUD COACHING DO SUCESSO!


Por que algumas pessoas têm sucesso e outras não?
Algo de diferente elas têm! Será que elas têm simplesmente sorte?
Faça parte da comunidade de pessoas de SUCESSO e descubra!!!
Mais de 100.000 pessoas já se inscreveram e você?
​Vai ficar fora desta?

Inscreva-se agora mesmo e ganhe uma
Revista Coach Me inteiramente grátis!!!


Por favor, aguarde...



Muito obrigado!!!

Sua inscrição foi realizada com sucesso.
Em breve você receberá no e-mail cadastrado
o link para download de sua
Revista Digital Coach Me!

Um abraço da
Equipe Cloud Coaching
Por favor, preencha corretamente os campos!
E-mail inválido!
Ooops aconteceu um erro, tente novamente!
banner-coachme-

Você que segue nossa fanpage no Facebook não pode ficar fora dessa!
Quer se desenvolver pessoal e profissionalmente, sem deixar de lado sua qualidade de vida? Quer dar um gás na sua motivação e produtividade?
Então baixe agora mesmo o seu examplar da Coach Me e mude sua vida!
Basta clicar na imagem acima e você será redirecionado ao IBA, o portal de revistas digitais da Editora Abril.