Psicólogo ou Coach, eis a questão!

Publicado em 30 de setembro de 2014

Não pretendo trazer a este espaço o debate de ser ou não ser melhor que um Coach profissional tenha formação básica em Psicologia. Todos os leitores já devem ter lido, no mínimo uma vez, que há correntes de opinião que defendem a vantagem de o Coach ter formação como psicólogo enquanto que, por outro lado, há correntes que não identificam essa necessidade ou vantagem de forma tão plena, principalmente em se tratando de negócios. Enfim, seja lá o que você possa pensar a respeito, o nosso tema é outro.

Todo torcedor brasileiro, na Copa do Mundo de 2014, soube pelos jornais que o comando de nossa seleção identificou um estresse emocional nos jogadores, amplificado pela maneira como o grupo interpretava o Hino Nacional com o público presente ao estádio. O técnico Felipão convidou a Psicóloga Regina Brandão para fazer um trabalho especial tentando superar o problema, entre outros interesses. Vale lembrar que a parceria Felipão – Regina é antiga, tendo sido adotada em apoio a jogadores de futebol, incluindo a Copa do Mundo de 2002.

Essa iniciativa também não é novidade no futebol, pois outros técnicos de prestígio já buscaram na Psicologia um caminho para solucionar questões emocionais identificadas em um grupo de atletas, a exemplo de Telê Santana e Wanderley Luxemburgo. Sem dúvida, um trabalho como esse requer metodologia e protocolos que permitam fazer a leitura adequada das emoções vivenciadas pelos jogadores, levando então à preparação para enfrentarem uma competição. Nesse contexto, pode-se perceber o Felipão como o CEO de uma organização que merecia um tipo de avaliação e resultados, para o que foi escolhida uma Psicóloga em quem ele confia.

Essa relação de alta confiança pessoal e profissional cria um espaço para desenvolver um trabalho específico e, nem seria preciso dizer, no caso liderado por alguém que tem um currículo invejável, mesmo nunca tendo sido futebolista. O que esse processo prevê encaminhar (e pode contribuir) com o time tem relação direta com o tempo dedicado ao preparo que é desejado para o grupo, ou seja, para uma situação com metas de muito curto prazo, a profissional fica limitada em suas possibilidades. O melhor cenário é quando há um planejamento de mais prazo para haver mais chances de efetividade (veja o que ela tem a dizer sobre a experiência com o Felipão, clique aqui).

Agora, guarde um pouco essa informação e vamos para outro desafio. Há 5 anos, o Fluminense tinha perto de 98% de probabilidades de ser rebaixado à Série B. A enorme preocupação dos dirigentes, torcedores e, principalmente, dos atletas, era definida por um dado inquestionável: o time estava há 27 rodadas na zona do rebaixamento e faltavam 7 rodadas (21 pontos). Então, foi contratado o Coach Esportivo Lulinha Tavares, já experiente com times e jogadores de futebol, formado em educação física e pós-graduado em Psicologia. O tempo de preparo era mínimo, rodada a rodada, e o sucesso estava em vencer cada meta e partir para a próxima. O resultado foi que o time alcançou 19 pontos (aproveitamento de 90%) e ficou na Série A.

Nas próximas semanas, teremos uma situação inusitada e que, se não pode ser tratada como resposta científica à aplicação do Coach ou do Psicólogo para um grupo em competição esportiva, valerá como curiosidade para todos nós. Em 2010, o mesmo Felipão pretendia recorrer ao trabalho da Psicóloga Regina Brandão quando assumiu o comando técnico do Palmeiras, em situação ruim na tabela de classificação do Brasileirão. Conforme o próprio técnico já comentou publicamente, esse time foi o único local onde a dupla não trabalhou junta porque, o Palmeiras é complicado até mesmo para essa ação psicológica. Lembremos, o time foi então rebaixado!

Neste ano de 2014, o Palmeiras novamente encontra-se em situação muito incômoda e com alta probabilidade de um terceiro rebaixamento. A sua Direção assumiu repetir a experiência anterior bem sucedida no campeonato paulista de 2013, com o Coach Lulinha Tavares, e agora espera celebrar o sucesso obtido com o Fluminense, obviamente que em contexto diferente e com jogadores e cobranças nada comparáveis entre si. Percebe-se que, como se fosse questão de dois pesos e duas medidas, para alguns técnicos de futebol vale a Psicóloga e, para outros, vale o Coach Esportivo. Serão esses trabalhos excludentes?

Na minha visão, talvez a escolha esteja muito mais dependente da urgência de se encontrar solução e do curto prazo existente para que os jogadores ganhem confiança e segurança técnica. Em qualquer atividade de alto rendimento e grande exigência de resultado, a estrutura psicológica é fundamental, sendo que alcançá-la pode até ser resultado de um trabalho continuado de natureza psicológica. Porém, não se pode negar que o instrumental do Coaching viabiliza organizar os esforços futuros em pequenas metas ou, como afirma Lulinha Tavares, consegue-se construir um comprometimento para o grupo dar passos em direção aos resultados de curto prazo que se pretende alcançar, sendo um de cada vez até o objetivo final. Se o Coach Esportivo funcionar, o Palmeiras celebrará seu Centenário (1914-2014) permanecendo na Série A. Do contrário,...

Você que lê o post, e mesmo que não goste de futebol (que foi dado por exemplo), o que pensa sobre o tema?







banner-busca-coach
Curta nossa Fan Page
Revista Coach Me
Pack Autodesenvolvimento
Twittadas Cloud Coaching
banner-busca-coach
banner-cloud-educacao
banner-pinterest
Depoimentos
"Parabéns pelo feito mais que merecido! Vcs têm trazido informações de qualidade, agregando não só a minha vida profissional, mas tb pessoal. Sucesso!!!"
Juliana Garbossa
"Parabéns para a equipe Cloud Coaching ! Acompanho diariamente os posts."
Luciana Furquim
"Parabéns! O conteúdo tem sido bastante interessante!"
Priscila Vidal
"Parabéns pela ideia. Os conteúdos são realmente muito bons. Que seja uma trajetória de ainda mais sucesso."
Rafael van Emelen
"Muito bom! Parabéns equipe Cloud! Já estou com vocês! Abraços!
Ana Cris Tina
"Cloud... Para já conversarmos: amo seus vídeos de motivação, são injeções de ânimo para a Vida. Parabéns pelo magnifico trabalho!!! Vocês são maravilhosos, postagens magníficas, videos, ah! eu acompanho todos. Tenham certeza absoluta que o trabalho, o empenho de vocês, são motivo de vida para muitas pessoas. Continuarei ouvindo todos que chegarem até minha página SIM e não é um elogio apenas, é o meu Aplauso à dedicação de vocês a nos ajudar a superar os embates que a vida nos apresenta. Me faz um bem danado!!! Que Deus os abençõe sempre e tenham um excelente final de semana!!!
Maria Terezinha Barbieri




FAÇA PARTE DA LISTA
CLOUD COACHING DO SUCESSO!


Por que algumas pessoas têm sucesso e outras não?
Algo de diferente elas têm! Será que elas têm simplesmente sorte?
Faça parte da comunidade de pessoas de SUCESSO e descubra!!!
Mais de 100.000 pessoas já se inscreveram e você?
​Vai ficar fora desta?

Inscreva-se agora mesmo e ganhe uma
Revista Coach Me inteiramente grátis!!!


Por favor, aguarde...



Muito obrigado!!!

Sua inscrição foi realizada com sucesso.
Em breve você receberá no e-mail cadastrado
o link para download de sua
Revista Digital Coach Me!

Um abraço da
Equipe Cloud Coaching
Por favor, preencha corretamente os campos!
E-mail inválido!
Ooops aconteceu um erro, tente novamente!
banner-coachme-

Você que segue nossa fanpage no Facebook não pode ficar fora dessa!
Quer se desenvolver pessoal e profissionalmente, sem deixar de lado sua qualidade de vida? Quer dar um gás na sua motivação e produtividade?
Então baixe agora mesmo o seu examplar da Coach Me e mude sua vida!
Basta clicar na imagem acima e você será redirecionado ao IBA, o portal de revistas digitais da Editora Abril.